Alimentação registra crescimento de 17,7%

Alimentação registra crescimento de 17,7%

Em balanço de 2021 divulgado pela ABF, em que apresentou o ranking das 50 maiores redes, o nicho vem contribuindo para a melhoria dos negócios

A ABF (Associação Brasileira de Franchising) divulgou nesse mês de fevereiro, os dados consolidados do balanço do desempenho do setor de franquias em 2021. Os números do 4º trimestre mostram uma recuperação acima das expectativas, registrando um aumento de 5% ante o mesmo período de 2020.

Em maior projeção, o balanço do faturamento total do mercado de franquias passou de R$ 167 bilhões em 2020 para R$ 185 bilhões em 2021, crescimento agressivo de 10,7%. A retomada do franchising, ainda que de forma moderada, favoreceu o segmento de alimentação, que engloba o de comércio e distribuição e food service, que registrou um aumento de 17,7% no faturamento.  

Segundo a ABF, entre os fatores que colaboraram para o bom desempenho do setor, estão a flexibilização ou suspensão das medidas restritivas de distanciamento social e também a digitalização das redes. No resultado entra também o esforço das franqueadoras para continuar expandindo, seja por meio da oferta de formatos de negócios mais enxutos, aqueles que requerem um investimento menor, ou pelo lançamento de novas marcas e produtos. 

A Casa de Bolos, rede do segmento de bolos caseiros, foi uma das redes que cresceram no ano passado. A marca aumentou a receita em 21%, com um faturamento de R$ 267 milhões e contou com a abertura de 26 novas unidades em 2021, ultrapassando o número de 400 lojas no País. A franqueadora também criou um modelo de microfranquia chamado Casa de Bolos MINI, que permite o ingresso de novos empreendedores, bem como a expansão do time de franqueados da rede, por um investimento reduzido e com tempo de retorno super adequado. Pela quinta vez consecutiva, a marca também figura no ranking das 50 maiores franqueadoras do Brasil.

Especializada em biscoitos finos, a Biscoite passou de 22 lojas para 32 unidades no eixo Rio-São Paulo. O faturamento deu um salto de R$ 9,5 milhões em 2020, para R$ 40 milhões em 2021.

 Já a Mais1 Café, rede de cafeterias automatizadas baseadas no conceito to go, driblou os reflexos ocasionados pela pandemia, justamente pelo modelo de negócio e vendeu no ano passado mais de 220 unidades em todo território nacional, conquistando um faturamento de R$ 32 milhões. Para esse ano, a meta é abrir a cada mês 30 unidades em diversos estados do País, ultrapassando 700 franquias comercializadas e um faturamento na casa dos R$110 milhões. 

Outra rede em forte expansão é a Home Sushi Home. Operando somente na modalidade dark kitchen, a franquia especializada em delivery de comida japonesa, teve um crescimento agressivo durante a pandemia e faturou R$ 18,5 milhões em 2021, alcançando 20 unidades espalhadas em diversos estados do Brasil. Agora, o plano é alcançar R$ 32 milhões e chegar a 70 unidades.

Na Mr. Fit, franquia de fast food saudável, o faturamento em 2021 chegou a R$ 90 milhões. A franqueadora teve um ano espetacular e passou de 376 unidades em 2020 para 513 em 2021. Com oito modelos de negócios, a microfranquia home office deu a oportunidade de quem perdeu o emprego durante a pandemia em abrir o próprio negócio e conseguir gerar renda. O avanço do faturamento da rede em relação a 2020 foi de 30%.

Com 20 anos completos, a Pizza Prime, rede de pizzarias 100% brasileira, abriu 16 novas lojas, fincando sua bandeira em cidades que não se fazia presente, como em Goiânia, capital do estado de Goiás. A rede encerrou o ano de 2021 com uma receita bruta de R$ 93 milhões, representando um crescimento de 58,24% em relação ao ano anterior.

Fonte: assessoria de imprensa

Por Rafael Gmeiner
Editor do site Mundo das Franquias


Agência VitalCom
Rafael Gmeiner

Rafael Gmeiner

Jornalista, especialista em Produção de Conteúdo e Assessoria de Imprensa. Atualmente é CEO da Agência VitalCom e do site Mundo das Franquias. Há 20 atuando com Jornalismo e Comunicação, conta sua experiência com passagens por jornais impressos, televisão, rádio e sites, e acumula sete anos no segmento de Franquias