Franquias menores e compactas são mais buscadas

Franquias compactas são as mais buscadas

Modelos mais práticos e mais baratos estão em alta no franchising, que tem sido o alvo para novos investimentos, e as redes são favorecidas

O empreendedorismo já era uma palavra que já fazia parte do dicionário do brasileiro. E a partir da pandemia, ela ganhou cada vez mais força. A prova disso são os dados do Sebrae mostrando que em 2020 foram abertas 626.883 micro e pequenas empresas em todo o País. Já uma pesquisa do Serasa Experian levantou que, em janeiro de 2021, foram abertos 300 mil novos registros para microempreendedores, o maior desde 2010.

Nesse contexto, um dos segmentos que mais tem se aproveitado deste crescimento, é o franchising, já que é um investimento muito mais seguro, tendo em conta que é um modelo testado e aprovado para ter sucesso.

Segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising), o primeiro trimestre de 2021 apresentou números positivos, com aumento de 1,9% de novos negócios. E a previsão é que o setor ainda tenha um incremento no faturamento de 8%, em relação ao ano passado.

Em especial por dificuldades financeiras e as incertezas econômicas do Brasil, as pessoas têm buscado franquias mais compactas e menores, devido, também, a flexibilidade de ambiente e horário de trabalho.

As redes de franquias têm se adaptado a este novo momento e seguem buscando entregar o que os empreendedores buscam, evitando, assim, grande perda em seus faturamentos.

A exemplo disso, a Minds Idiomas, rede de escola de idiomas, apresentou durante evento realizado em setembro, seu no modelo chamado de Nano Franquia, com investimento entre R$ 9.900 e R$20 mil.

Vale lembrar que nanofranquia (que nomeia o novo modelo da rede) é um termo criado pelo mercado para atrair um público investidor com até R$ 20 mil, porém, o termo não é validado e nem oficializado pela ABF.

Investimento inicial total (incluindo material pedagógico): R$20 mil
Faturamento médio mensal: R$ 12 mil
Lucro médio mensal: de 40% a 50%
Payback: 7 a 12 meses
Taxa de franquia: R$ 9.999
Royalties: isento
Capital de giro: R$ 6 mil
Taxa de publicidade: isento
Taxa de marketing: R$ 520 por mês
Taxa de gestão (alunos, pedagógica e marketing): R$ 1.100 por mês

Por Rafael Gmeiner
Editor do site Mundo das Franquias


Agência VitalCom
Rafael Gmeiner

Rafael Gmeiner

Jornalista, especialista em Produção de Conteúdo e Assessoria de Imprensa. Atualmente é CEO da Agência VitalCom e do site Mundo das Franquias. Há 20 atuando com Jornalismo e Comunicação, conta sua experiência com passagens por jornais impressos, televisão, rádio e sites, e acumula sete anos no segmento de Franquias