Empreenda em franquia como MEI

Empreenda em franquia como MEI

Rede de franquia de Seguros oferece aos franqueados a oportunidade de otimizar o capital diminuindo os custos, sem prejudicar a operação

O setor de Franquias é uma boa opção para quem pretende iniciar no empreendedorismo, pois, além de investir em um negócio já consolidado no mercado, possui o suporte necessário para o empreendedor.

Com a modificação de muito setores econômicos que já acontecem há alguns anos, e que foram potencializados por conta da pandemia, uma das opções atualmente disponível para quem ser ter seu próprio negócio é abrir uma unidade franqueada como MEI (Microempreendedor Individual), que possibilita

carga tributária reduzida.

A JRX Galasse Corretora de Seguros é uma das redes de franquias que oferece essa opção para o investidor que deseja abrir a sua franquia. Segundo o diretor comercial da rede, Fábio Galasse, o processo para a abertura da franquia com MEI não tem diferenciação com outros modelos.

“Após análise de perfil e aceitação da pessoa na rede, é dado um prazo de 90 dias para ser aberto o CNPJ que pode ser MEI. Após esse prazo, basta o franqueado apresentar o documento” explica Fábio.

Ainda, segundo o executivo, é muito vantajoso o empreendedor abrir o seu primeiro negócio com o MEI. “Como a pessoa está iniciando em um novo projeto, ela deve otimizar seu capital diminuindo ao máximo os custos sem prejudicar a operação. Com o MEI ele consegue pelo menos não cair em altas cargas tributárias o que dá um respiro ao negócio proporcionando mais tempo para maturar, salienta.”

Como abrir uma franquia como MEI

O primeiro passo para você investir em uma franquia solicitar o CNPJ como MEI que, além de ser um processo facilitado, é gratuito. Para isso, é necessário baixar o aplicativo MEI Fácil na loja de apps do celular ou acessar o site do Governo Federal, entrar em Empresas & Negócios e realizar o cadastro.

O diretor administrativo da rede JRX Galasse, João Ricardo, garante que o processo de abertura de uma franquia da JRX como MEI é simples e indica o caminho. “O Cnae deve ser o de promoção de vendas. Caso o MEI tenha outro Cnae, deve ser avaliado pelo setor financeiro da franquia. Alguns outros Cnaes podem ser aceitos desde que tenha relação com vendas. Mas, claro, depende de uma aprovação prévia do setor financeiro”, reforça.

Benefícios de abrir uma franquia como MEI

Uma das principais vantagens de abrir uma franquia como MEI é a carga tributária reduzida, inclusive se comparado ao Simples Nacional, que já possui impostos reduzidos. Porém, diferente do que muitas pessoas imaginam, o Microempreendedor Individual também paga impostos, inclusive contribuindo para o INSS e tendo o direito à aposentadoria.

Para Galasse, a carga tributária reduzida é uma maneira do empreendedor cortar gastos no início do seu empreendimento. “Essa é a melhor estratégia para otimizar o capital e ter tempo para deixar o negócio mais maduro. Pois, como MEI, o franqueado consegue ter uma redução significativa na sua carga tributária, ficando restrito a um valor fixo mensal”, explica. 

Um grande diferencial é que todos os tributos ficam reunidos em uma guia simples que pode ser emitida pelo próprio empresário. Outro ponto importante é que não é necessário apurar os lucros ou demonstrar movimentações para a Receita Federal como, geralmente, ocorre em outros tipos de negócios.

Faturamento da franquia como MEI

O faturamento limite para o MEI é de R$ 81 mil por ano, o que significa que a unidade não pode ter um rendimento superior a R$ 6.750 por mês.

De acordo com João Ricardo, caso o franqueado passe do limite exigido de faturamento, ele deverá realizar o desenquadramento do MEI e regulamentar o seu CNPJ para o Simples Nacional. “O franqueado solicita o desenquadramento do MEI, pelo próprio Portal do Empreendedor.  O prazo estipulado por Lei para pedido deve ser feito até o último dia útil do mês seguinte ao mês em que ocorreu o excesso de faturamento”.

Fonte: assessoria de imprensa

Por Rafael Gmeiner
Editor do site Mundo das Franquias


Agência VitalCom
Rafael Gmeiner

Rafael Gmeiner

Jornalista, especialista em Produção de Conteúdo e Assessoria de Imprensa. Atualmente é CEO da Agência VitalCom e do site Mundo das Franquias. Há 20 atuando com Jornalismo e Comunicação, conta sua experiência com passagens por jornais impressos, televisão, rádio e sites, e acumula sete anos no segmento de Franquias