Você sabe o que é sistema de Franquias

Você sabe o que é sistema de Franquias

Benjamin Franklin e a fabricante de máquinas de costura Singer passaram pelo modelo de negócio que comercializa o direito do uso de marca  

Quando se fala em Franquias, no geral, as pessoas sabem que se trata de um modelo de negócio estruturado e pronto para que se tenha sucesso no empreendedorismo. Contudo, o conceito do sistema é um pouco maior do que isso.

Franchising, vem do francês Franchise, termo já cunhado desde a Idade Média, onde até meados de 1800, teve algumas especulações de atividades muito parecidas com o sistema de Franquias. Tanto que a origem dos royalties se deu nesta época, justamente porque as chamadas cidades francas, recebiam as Cartas de Franquia ou Carta Comunal, como representação libertação das cidades medievais, que era concedida por reis e senhores feudais, isentando as taxas e impostos de seus habitantes. Isso permitia o trânsito de pessoas e de mercadorias.

Mesmo com tantas histórias a serem contadas, que passam também pelo inventor norte-americano Benjamin Franklin, o sistema de Franquias tem maior reconhecimento a partir de 1850, com a fabricante de máquinas de costura, Singer.

À época, o fundador Isaac Singer patenteou a primeira máquina no mundo, que costurava 900 pontos por minuto e se tornou um produto que todas as famílias queriam. Neste momento, a empresa liberou o direito da comercialização e do uso de imagem da empresa, pelo pagamento de licenciamento para a venda por empresários independentes. E foi assim que a Singer obteve expansão da venda de seus produtos por todo os Estados Unidos, com investimentos baixos.

Rede de serviços mais antiga

A canadense Martha Matilda Harper, conhecida como a precursora do Franchising e a criadora da cadeira reclinável para lavar o cabelo, havia se mudado para os EUA em 1882, onde abriu um salão de beleza, o Harper Cabeleireiro. Em 1891, pelo grande interesse de outras mulheres pelo negócio, começou a ensinar seus métodos por meio do contrato de Franquias.

Ela oferecia treinamentos contínuos e quem era aprovada ganhava o direito de explorar determinada região com a sua marca e, ainda, tinha que adquirir os produtos para a realização dos serviços com a Martha. O sucesso foi enorme e, em 1920, a rede Harper Cabeleireiro tinha mais de 500 unidades pelos Estados Unidos, Alemanha e Escócia.

A GM (General Motors) e a Coca-Cola também passaram pelo sistema de Franquias em suas expansões. A primeira, em 1898, adotou o franchising para expandir a rede de revenda de carros. E em 1889, a marca de bebidas começou a conceder franquias de engarrafamento e distribuição dos refrigerantes.

A explosão do Franchising

Todas estas histórias mostram que o sistema já é antigo e veio se aprimorando com o passar dos tempos, mas o Franchising começou a ganhar o mundo após a Segunda Guerra Mundial, porque os soldados norte-americanos voltavam para suas casas sem experiência, sem empregos e a única alternativa eram as franquias. E foi por isso que algumas das maiores e principais redes, como Burger King, Dunkin’ Donuts, KFC e McDonald’s, surgiram em 1950.

No Brasil

O início do Franchising aqui no Brasil se deu em 1950 pela escola de idiomas Yázigi, que transferia seu conhecimento por meio do material didático. Mas o negócio foi se aprimorando e se moldando ao que é hoje.

Já na década de 1970, o modelo foi ganhando mais organização e marcas como Água de Cheiro, O Boticário e Ellus começaram a utilizar a Franquia para expansão. E na mesma época, marcas norte-americanas, como o McDonald’s, já adotavam a estratégia de internacionalização e chegavam ao Brasil. Foi quando, também, surgiam os shoppings centers no País e as redes viram uma oportunidade para expansão por todo território nacional.

Microfranquia do futuro 2

Expansão do franchising no Brasil

A década de 1980 foi marcante para a história do setor de Franquias no Brasil. Devido à grande adesão de empresas ao sistema, o franchising se expandiu e, em 1987, foi criada a ABF (Associação Brasileira de Franchising), com o objetivo de organizar e fortalecer a atividade no País. E em 1994, foi criada uma legislação própria, chamada de Lei de Franquias (Lei  nº8955/94), atualmente alterada como você poder ver clicando aqui.

O setor atualmente

O franchising é um setor forte e resistentes às crises justamente porque, no geral, as marcas se estruturam para oferecer aos franqueados uma estrutura sólida e segura de investimento, que retorna para ambos os lados.

Mesmo com a pandemia que assolou o mundo, o sistema de franquias, que teve perdas, ainda se manteve muito mais consistente. E isso se deve ao apoio de redes para franqueados e da própria ABF com as franqueadoras.

Este modelo de negócio que comercializa o direito de uso de uma marca, patente, infraestrutura, conhecimento e direito de distribuição é uma terra firme para empreendedores que buscam segurança financeira.

Mas vale lembrar sempre que não é por se tratar de um modelo “copiado” e transferido, que os franqueadores terão sucesso. A estrutura sólida somente terá validação para trazer benefícios se o empreendedor entender que é preciso investir, não só dinheiro, como dedicação e conhecimento para fazer o negócio e a rede crescerem. Aqui no Mundo das Franquias temos uma seção chamada Educa Franchising, na qual sempre publicaremos sobre o sistema de Franquias para que você possa aprender e investir corretamente.

Colaboração: Thayane Amabili

Por Rafael Gmeiner
Editor do site Mundo das Franquias


Rafael Gmeiner

Jornalista, especialista em Produção de Conteúdo e Assessoria de Imprensa. Atualmente é CEO da Agência VitalCom e do site Mundo das Franquias. Há 20 atuando com Jornalismo e Comunicação, conta sua experiência com passagens por jornais impressos, televisão, rádio e sites, e acumula sete anos no segmento de Franquias