Soluções em rede

Soluções em rede para auxiliar os franqueados

As franqueadoras têm papel fundamental na parceria com seus franqueados e como soluções disponibilizam frete grátis, taxas de franquias e royalties reduzidas, parcelamentos e divulgações coletivas


Em meio à pandemia, a grande preocupação das redes de franquias é manter seus parceiros de negócios motivados e, de modo geral, vendendo para que não quebrem. Porém, focar apenas nos clientes, não é o suficiente. Por isso é preciso pensar muito mais além e entender que o franqueado também precisa ser beneficiado com outras soluções.

E como o momento requer muita empatia para ambos os lados e percepção dos negócios que conduzem, algumas redes não hesitaram em pensar nas unidades que fazem parte da rede.

A DrogaVET, por exemplo, rede especializada em manipulação de medicamentos veterinários, criou um comitê anticrise para esclarecer assuntos relacionados à pandemia, articulando soluções em favor da gestão estratégica de toda a rede, tanto franqueadora, como franqueados. Outra mudança realizada pela rede foi a conversão do atendimento nas lojas físicas para os outros canais, como site, whatsapp, email e telefone fixo. “Como essas ferramentas já estavam em pleno funcionamento, conseguimos fazer essa migração sem nenhum transtorno, de maneira célere e ininterrupta, sem prejudicar a oferta dos nossos produtos ao tutores e aos pets, já que muitos deles fazem uso contínuo de alguns manipulados”, explica a sócia-fundadora da empresa, Sandra Schuster.

já a Depyl Action, rede de depilação com 112 unidades no Brasil e 2 na Venezuela, criou em abril um canal de compras online para a venda de vouchers com descontos que variam entre 20 e 30% para manter o fluxo de caixa das lojas e já comercializou mais de dois mil cupons. Os vouchers podem ser usados até três meses depois da abertura da loja escolhida. Além disso, a rede que antes só fazia atendimento dentro das suas lojas, incluiu no portfólio o home care de depilação, que leva o serviço até a casa da cliente, seguindo as normas de higienização.

A rede Maria Brasileira, franquia multisserviços de cuidados e limpeza residenciais e corporativas, também adotou algumas medidas importantes em apoio a seus parceiros, como redução de custos operacionais, propondo que os franqueados trabalhem home office, adiamento e isenção de Royalties e de Marketing e liberação de um valor do Fundo Nacional da marca para auxiliar na realização de campanhas locais. Além disso, criou um serviço de Passadoria delivery, que visa passar as roupas na casa do cliente, o que pode ajudar a segurar o faturamento.

O sistema de franquias de educação bilíngue, Brasil Canadá, adotou medidas para a continuidade dos negócios e redução do impacto da pandemia para os franqueados. Segundo o fundador da rede, Beto Silveira, haverá um estudo caso a caso, mas estão trabalhando com parcelamento da taxa da franquia e ainda há a possibilidade de abatimentos no pagamento de royalties. “Já comunicamos o que estamos fazendo, como a adoção das aulas remotas e antecipação de férias em todas as unidades”, explica o fundador da marca.

Especializada  em  limpeza ecológica, a rede Natureza & limpeza, decidiu pensar em cada um de seus franqueados com a isenção da  taxa  de   royalties, até  que  tudo  volte ao normal, além de ter feito uma compra coletiva de  produtos evitando acréscimo no repasse para seus parceiros, já que conseguiram frete  grátis com o fornecedor. Ainda optaram por realizar divulgações coletiva, que antes feitas individualmente por unidade, ajuda a reduzir os custos para cada parceiro.

A Megamatte montou um comitê de crise, para dar atendimento permanente aos franqueados, reunindo seus integrantes diariamente em reuniões virtuais para debater soluções. A rede criou, também, um roteiro detalhado para que franqueados, profissionais e consumidores sintam conforto e segurança na retomada. “A Megamatte está ativamente envolvida no apoio ao combate ao Coronavírus. O bem estar dos nossos profissionais, consumidores, franqueados e da população em geral é prioridade para a empresa e por isso temos avaliado diariamente a situação, para que possamos tomar as devidas providências“, comenta CEO da Rede Julio Monteiro.

A YES! Idiomas também criou um comitê de crise e o presidente da rede manteve contato próximo com os franqueados, em reuniões virtuais e lives nas redes sociais. “Mesmo em meio a tantas dificuldades trazidas pela pandemia, não esmorecemos. Conseguimos manter a qualidade de ensino com as videoaulas planejadas e executadas pela franqueadora para toda a rede e fomos nos adaptando, com muita criatividade, à nova realidade on-line”, conta a franqueada Suzane Braga.

Por Rafael Gmeiner
Editor do site Mundo das Franquias


Rafael Gmeiner

Jornalista, especialista em Produção de Conteúdo e Assessoria de Imprensa. Atualmente é CEO da Agência VitalCom e do site Mundo das Franquias. Há 20 atuando com Jornalismo e Comunicação, conta sua experiência com passagens por jornais impressos, televisão, rádio e sites, e acumula sete anos no segmento de Franquias