Jovem empreendedor fatura milhões ao entender consumidor

Jovem empreendedor fatura milhões ao entender consumidor

A rede Pizza Makers nasceu da oportunidade de fazer com que o consumidor realmente tivesse seu desejo realizado

Um forno de pizza e o desejo de fazer algo diferente pelo consumidor foram as bases do nascimento da Pizza Makers. Gregório Machado, após ter tido passagem por grandes multinacionais resolveu realizar o seu sonho de empreender e sua primeira ideia era abrir um restaurante mexicano. Contudo, seu pai havia disse, à época, sobre um forno que fazia pizzas em 90 segundos, foi quando pensou que poderia investir em um setor tradicional, mas de forma inovadora, com pizzas customizadas que ficam prontas rapidamente.

E o conceito “faça você mesmo” se tornou o principal diferencial da Pizza Makers. O cliente monta a própria pizza, calzone e salada, contando com um cardápio que tem mais de 30 ingredientes, além das opções de massas tradicional e integral, que são preparadas sem leite e ovos. Junto com isso, Gregório avaliou o mercado e percebeu que havia um nicho de mercado ainda muito aberto.

“Antes de abrirmos nossa primeira loja, vimos que não havia inovação dentro das praças de alimentação dos shoppings centers. Sabe-se que há uma enorme variedade de redes de comida e fast food, mas quando se pensava em pizzarias, era uma área sem grandes novidades e enxergamos a nossa oportunidade de fazer com que o consumidor realmente tivesse seu desejo realizado. Assim, apostamos numa rede diferenciada, que oferece ao cliente a possibilidade de montar sua própria refeição”, explica Machado.

O jovem empreendedor também queria que a Pizza Makers tivesse sua própria massa. Para isso, buscou um profissional reconhecido no setor de panificação, o chef-padeiro Rogério Shimura, que fez a primeira receita da empresa e, após algumas adaptações, passou a ser vendida na unidade inaugural no shopping Morumbi, em São Paulo (SP).

Após um ano no mundo das franquias, a rede fechou 2019 com quatro lojas no Rio de Janeiro e em São Paulo, outras quatro em obras para serem inauguradas, além da ampliação das opções de produtos no cardápio, um novo modelo de negócio que será testado a partir deste mês e faturamento de R$ 19 milhões. “Estamos comemorando o crescimento acima do esperado. No entanto, nossa principal meta é a expansão saudável da rede. Presentes no mercado desde 2016, nunca tivemos fechamento de loja. Este foi um ano de estruturação como franqueadora para a criação de uma base forte a fim de crescermos de forma adequada”, declara Gregório.

Expansão e expectativas para 2020

Para este ano, as expectativas são grandes. No primeiro trimestre, três lojas devem ser inauguradas, sendo uma na Região Nordeste, a primeira fora do eixo Rio-São Paulo. Outras regiões brasileiras estão na mira para a expansão da rede. Segundo o CEO da marca, a meta é fechar 2020 com 25 unidades em operação e faturamento de R$ 33 milhões.

Para a conquista de novos franqueados, a Pizza Makers se baseia em três pilares: produtos de primeira linha, atendimento especializado e boa rentabilidade.

Investimento Inicial: a partir de R$ 350 mil
Faturamento bruto da unidade: R$ 100 mil
Lucro líquido da unidade: 15% do faturamento bruto da loja
Prazo de retorno do investimento: 36 meses
Taxa de franquia: R$ 39.500 mil
Capital de giro: R$ 20 mil
Royalties: 5%
Taxa de publicidade: 2%

Por Rafael Gmeiner


Experiência do MundoPowered by Rock Convert

Rafael Gmeiner

Jornalista com mais de 18 anos de experiência, atualmente é CEO da Agência VitalCom, especializada em assessoria de imprensa e produção de conteúdo, além de ser o editor do site Mundo das Franquias. Possui know-how de mais de seis anos no segmento de franchising